Sociedade e Escola : Do posto de trabalho ao lugar de aprendizagens

Image

O Digitalismo ideológico e o modo de fazer Digital alteram gradual e definitivamente o conceito de empresa na sua génese fundamental.

As mutações digitais provocadas pela expansão de infraestruturas de redes, serviços, aplicações e workflows sobre as as organizações determinam uma revisão do seu modelo económico, da sua organização e da sua dinâmica de funcionamento.

Isso explica porque razão as empresas de hoje procuram valorizar entre os seus colaboradores quatro carateristicas de personalidade, normalmente atribuidas aos empreendedores : gosto pelo risco; não conformismo; capacidade de organização e eficácia pessoal; e capacidade de se colocar em causa.
Um olhar mais apurado sobre o atual ecosistema empresarial à escala nacional e global, permite-nos observar um conjunto de mutações que não podem deixar de configurar uma nova ecologia de relações no seio, e sobretudo nas periferias ( próxima e alargada) das entidades-tipo que evoluiram ao longo dos últimos duzentos anos com as sucessivas eras de revolução industrial.
Com a consciência de que não esgotamos a análise permitimo-nos alertar para :
1 – A evolução para uma tipologia de gestão que procura mais estimular e acompanhar do que impor, ( e que se vai concretizando por exemplo através da implementação com acompanhamento e a não interdição do conceito BYOD – Bring Your Own Device ) ; ( Nota : se a escola perceber isto, decide imediatamente que o M-Learning não chega sequer a ser um dilema !!! .
2 – Um funcionamento em empresa alargarda ( extended enterprise ) onde se institucionaliza o padrão-partenariado , destinado a favorecer uma organização por projetos, cada vez mais endogeneizado pelas grandes organizações na sua relação com as micro e PMEs sub-contratadas.
3 – Uma organização que evita os silos de dados e informação procurando estimular o trabalho em modo ” start up” promovendo o intraprenariado ( conceito que visa que o trabalhador seja um empreendedor dentro da própria empresa ).
4 –Entidades que se transformam em APRENDENTES” , criando inclusivamente as suas próprias universidades ;
A metamorfose dos espaços de trabalho empresarial em espaços de aprendizagem para a criatividade e inovação produz um conjunto de desafios para o Sistema Educativo e Formativo que, das duas uma : ou se mantêm na margem ou entram nos processos transformadores da sociedade concetual do século XXI.
Para os Sistemas Educativos e Formativos não é inóquo tomar uma qualquer opção, não … disso dependerá a sua posição no futuro e no devir dos seus agentes : ou se sentam à mesa ou … correm o risco de passar para o menu ! …

Francisco Lavrador Pires ( flpires@gmail.com )
Engenharia, Inovação e Desenvolvimento Organizacional

Imagem : Brandon Hall

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s